História e Cultura

De origem que remonta a tempos pré-históricos, Albufeira foi ocupada pelos Romanos que lhe chamaram “Baltum”, e pelos Árabes que lhe chamaram “Al-Buhera”.

O actual topónimo de Albufeira provém da denominação árabe que significa "castelo do mar", razão que poderá estar ligada à proximidade da povoação ao oceano ou à lagoa que se formava na zona baixa da localidade.

Reduto árabe por longos anos, construíram-se aqui sólidas fortificações defensivas que tornaram Albufeira quase inexpugnável. Não será pois coincidência o facto de esta ter sido uma das praças que os árabes conservaram por mais tempo em seu poder.

Albufeira foi conquistada definitivamente aos Mouros pelos Cavaleiros da Ordem de Santiago, em meados do séc. XIII. Mais de quinhentos anos passaram desde que, a 20 de Agosto de 1504, lhe foi concedido “Foral” por D. Manuel I. E pouco mais de 20 anos distam da elevação de Albufeira a cidade.

Da sua história secular, resta ainda algum património que merece ser descoberto. Refira-se que Albufeira foi das cidades algarvias mais flageladas por cataclismos naturais, tendo sido parcialmente destruída pelo terramoto de 1755. Da época relatam-se episódios terríveis que mostram bem a dimensão da catástrofe.

Durante séculos, esta foi terra de pescadores, facto que continua bem presente nos hábitos e tradições locais. Na década de 60, a cidade despertou para o Turismo. Foi nesta época que gente famosa fazia quilómetros para descobrir a então vila escondida no sul de Portugal.

Cliff Richard é e será sempre um dos que primeiro se apaixonou por Albufeira, contribuindo em muito para que outros aqui viessem. Ainda hoje, o cantor cultiva aqui a sua vinha e possui uma adega onde passa grande parte do ano a produzir o seu vinho.

Tom Jones e Bonnie Tyler estão também ligados a estes tempos. Diz-se que foi aqui, a olhar para o azul intenso do mar que banha a Praia do Peneco que Paul MacCartney escreveu “Yesterday”, a música mais emblemática dos Beatles. Foram tempos que tornaram conhecida a então simpática e isolada vila. De então para cá, Albufeira iniciou um processo de crescimento e modernização que a levou a ser considerada um dos centros turísticos mais importantes e conhecidos do sul da Europa.

A zona antiga da cidade é ainda um local de visita obrigatória que nos remete para outros tempos. Com o mar ali tão perto, as ruas são íngremes e estreitas, o casario é branco e invariavelmente radioso, as pessoas são afáveis e acolhedoras, os cheiros são ricos e cativantes. São razões mais do que suficientes para dar por bem empregues umas boas horas de passeio por esta zona.