O que Visitar

Albufeira é conhecida pela sua atmosfera alegre, pelas suas praias, bares e restaurantes. Porém existe muito mais para visitar, tanto ao nível cultural, como histórico.

A zona antiga da cidade remete-nos para outros tempos. Com o mar ali tão perto, as ruas são íngremes e estreitas, o casario é branco e invariavelmente radioso, as pessoas são afáveis e acolhedoras, os cheiros são ricos e cativantes. São razões mais do que suficientes para dar por bem empregues umas boas horas de passeio por esta zona.

É aqui que se localizam a maior parte dos pontos de interesse e monumentos da cidade. Exemplo disso é a Praça da República, onde poderá encontrar o Museu de Arqueologia, com a sua colecção da Idade da Pedra, artefactos Romanos, Visigóticos e Mouros.

Aqui também poderá visitar a Igreja Matriz, a Igreja de São Sebastião, que possui um pequeno núcleo museológico, e a Igreja de Santana.

Zona Antiga

Esta zona encontra-se na parte inferior de uma colina, conhecida localmente por Meia Laranja, localiza na área superior da mesma.

Albufeira continua com todo o seu charme, o que pode ser evidenciado na Zona Antiga. Ao contrário da Rua da Oura, esta zona atrai um sector mais envelhecido e uma população cosmopolita, sendo um destino muito popular entre as famílias portuguesas.

A máxima atracção desta zona é a Praça principal, onde estão a maioria dos restaurantes e dos bares. Os restaurantes são muito bons na Zona Antiga. No verão a praça ganha vida durante os fins de tarde e noites, com entretenimento ao vivo, música e animadores.

Em torno da Praça principal encontram-se ruas estreitas e repletas de curvas, onde se encontram muitos cafés, restaurantes, bancas e lojas que vendem produtos locais e artesanais. A maioria destas ruas é percorrida apenas pedestremente, pois a circulação de carros não é permitida.

Se deseja um percurso histórico e cultural tem à sua disposição algumas igrejas para explorar e também um museu.

No lado exterior da Praça principal, junto do posto turístico de Albufeira, existe um túnel que atravessa o rochedo. O caminho através deste conduz até à praia principal da cidade – Praia dos Pescadores.

Marina de Albufeira

A Marina de Albufeira é um novo empreendimento que se localiza a pouca distância da cidade Albufeira, a oeste da zona antiga.

Aqui poderá encontrar vários restaurantes, bares e lojas e actividades de lazer. O elemento estruturante que a caracteriza são os seus 475 postos de amarração para todas as classes de embarcações da náutica de recreio e conta também com as estruturas necessárias à prestação de serviços de apoio de qualidade, incluindo um Clube Náutico com instalações de óptima localização sobre o espelho de água.

Se pretender alguns momentos de lazer, aqui tem à sua disposição vários operadores Marítimo-Turísticas, que lhe oferecem várias actividades, como a observação de golfinhos, passeios às grutas, pesca desportiva e desportos náuticos, como o jet-ski, o parasailing, entre outras.

Rua da Oura

Localiza-se a três quilómetros a Oeste da Zona Antiga de Albufeira. É uma área moderna e com características totalmente diferentes da baixa da cidade. Muito movimentada, especialmente na época alta, possui uma vasta oferta de lojas, restaurantes e bares diversos.

Aqui poderá obter, desde um pequeno-almoço completo, a uma refeição caracteristicamente portuguesa, providenciado por óptimos restaurantes à escolha.

Tem à sua disposição uma grande diversidade de bares com vários entretenimentos, karaoke, pistas de dança, muita música e diversão. Esta rua é, sem dúvida, muito popular e muito apreciada pelos jovens que gostam de festas nocturnas.

Esta rua vai desde a área de Montechoro, no extremo Norte, até à Praia da Oura, no extremo Sul.

Ao longo da rua encontram-se também uma grande variedade de alojamentos turísticos, fornecidos por apartamentos, moradias e hotéis. Se estiver hospedado no extremo Norte, fica a 15 minutos da Praia da Oura.

A vida nocturna é muito animada, onde os bares estão abertos ao longo de toda a noite. Caso opte por continuar a festejar até de madrugada, pode facilmente deslocar-se a pé para as Areias de São João, onde estão as discotecas.

São Rafael, Galé e Lagoa dos Salgados

São Rafael e Castelo são o contraste das outras praias de Albufeira. Neste local sem edifícios e ruas movimentadas, os visitantes podem apreciar a beleza natural do concelho. É nesta magnífica parte de Albufeira que poderá descobrir as melhores praias ‘escondidas’.

Siga para o Oeste de Albufeira para conhecer um Algarve totalmente diferente daquele que deixa para trás, coberto de luzes brilhantes e multidões de turistas, um Algarve onde poderá usufruir de paz e serenidade, características deste lugar maravilhoso.

Os restaurantes são direccionados para a família, onde as crianças são sempre bem-vindas, e existem alguns magníficos restaurantes na praia, que oferecem excelentes menus de almoço ou lanches, incluindo sardinhas, saladas, peixe localmente pescado e carnes grelhadas – combinando perfeitamente com uma garrafa de Vinho Verde.

Algumas das praias têm piscinas naturais, onde as crianças podem passar horas a explorar e a observar a vida marinha quando a maré baixa.

Um pouco mais adiante de São Rafael e Galé, localiza-se a Lagoa dos Salgados, um lugar excelente para os amantes de observação de aves. Consiste numa grande lagoa salobra costeira protegida do mar pelo grande sistema de dunas adjacentes da Praia Grande.

A Lagoa dos Salgados atrai uma grande variedade de aves durante todo o ano. As migrações da primavera e do outono contam com o maior número de diferentes espécies. Algumas das aves que são consideradas raras são facilmente observadas neste local.

Este é o local de reprodução em Portugal para a espécie globalmente ameaçada – Patos Ferruginous – e é o lugar favorito para a nidificação de algumas espécies, como o Camão P. Porphyrio, a Garça Vermelha e Garça-pequena.

Outro tipo de garças estão normalmente presentes, tais como o Colhereiro e o Flamingo-comum, e como números de importância nacional as aves pernaltas e as andorinhas.

Para aqueles com o “bichinho” de se deparar com o invulgar, esta área transformou-se num impressionante local de presença de uma vasta variedade de raridades portuguesas e europeias, como por exemplo Flamingo-pequeno, Tarambola-dourada-siberiana, Pilrito-peitoral, Maçarico-escolopáceo-americano e Chimney Swift, e é um local de invernadas para Richard’s Pipit. A enorme variedade e quantidade de aves torna esta área um imperativo para qualquer observador de aves.

Olhos de Água

Olhos d’Água é uma pequena vila típica de Pescadores, a 6 quilómetros de Albufeira. A partir do século XVI teve um ponto de vigia da Praça de Albufeira, e devido à sua estratégia histórica é uma área de importância.

Foi denominado assim porque nesta vila existem os chamados olheiros de água doce, que rompem para o mar, criando um raro e lindíssimo fenómeno na areia.

Depois da década de 70, com o crescimento da actividade turística, esta área sofreu grandes alterações na estrutura económica e agora é uma das maiores atracções turísticas do concelho de Albufeira.

Nas férias do verão as ruas de Olhos d’Água estão cobertas de vida, mas nos meses mais calmos a praia esvazia e os ânimos tornam-se descontraídos e pacíficos.

A praia é esplêndida, com falésias revestidas de pinheiros e promontórios rochosos.

Para o fim do dia e noite existe um excelente leque de oferta de restaurantes.

Durante a maré-baixa os olheiros borbulham através da areia na praia.

Praia da Falésia

A Praia da Falésia é um dos cenários mais bonitos da região Algarvia.

Com mais de 6 quilómetros de areal dourado, alongando-se desde Vilamoura até Olhos d’Água, a Praia da Falésia é uma das praias mais longas de Portugal.

Suportada por falésias decoradas com pinheiros, o acesso à praia é feito pedestremente desde o parque de estacionamento.

A dimensão da praia e o ambiente descontraído do local fazem com que este seja um dos recantos mais pacíficos do Algarve, estando também muito bem provido de campos de golfe de alta qualidade, restaurantes, bares e complexos de alojamento.

Poderá caminhar ao longo da praia ou pela falésia, tendo o mar como segundo plano.

Ferreiras

Situado a 5 quilómetros de Albufeira, Ferreiras é uma localidade em franca expansão. Esta área foi ocupada pelos Romanos e existem vestígios que nos remontam ao século II.

Inicialmente era conhecido como Lagoas, devido às lagoas que se formavam nos tempos das chuvas. Actualmente o nome está relacionado com a família Ferreiras que viveu na região nos meados do século XIX.

Guia

Fundada na época dos romanos, os Árabes deram-lhe o nome de Alfontes que significa “para lá da fonte”.

As origens desta povoação são difíceis de determinar, mas a tradição oral perpetua o local onde se situa a Ermida da Nª Senhora da Guia, como o lugar onde a virgem apareceu numa das suas invocações.

Actualmente a Guia é uma referência gastronómica nacional pela existência do típico "Frango da Guia".

Paderne

Paderne é uma vila extremamente tradicional. Localiza-se na zona rural de Albufeira, e foi conquistada pelos Mouros no ano 1248.

Depois do terramoto de 1755, a população foi transferida do interior da muralha para o norte, 2 quilómetros de distância, onde agora se localiza. Com mais de sete séculos de história, esta vila está situada no mais distante interior.

A margem da ribeira de Algibre, Alte e Quarteira é um lugar popular para os caminhantes e também para aqueles que procuram uma vila pacata que manteve a sua tradição e originalidade.